Agendamento Seguro Desemprego

Fazer o agendamento Seguro Desemprego é a opção mais fácil para quem vai dar entrada no benefício depois de ser desligado da empresa. O processo visa diminuir as filas e prestar um atendimento de mais qualidade aos trabalhadores que foram demitidos.

Por muito tempo os trabalhadores brasileiros que davam entrada ao seguro desemprego precisavam comparecer na Caixa Econômica com os documentos para passar a receber as parcelas.

Porém, o grande número de pessoas tornava o procedimento demorado e cansativo para quem passava o dia todo na agência bancária.

Desde 2015, porém, se tornou possível fazer o agendamento do Seguro Desemprego, uma forma eficaz de acabar com as filas e atender o trabalhador de forma uma ágil e sem filas enormes.

Como Fazer o Agendamento Seguro Desemprego

Para você que acabou de ser demitido e precisar fazer o agendamento Seguro Desemprego saiba que o processo é feito no site do Ministério do Trabalho e Emprego (MET) que é o órgão responsável pelo pagamento.

Agendamento Seguro Desemprego

Ao acessar o site você terá como selecionar o seu estado, cidade e então escolher o tipo de atendimento que deseja. Alguns municípios, porém, não realizam o agendamento por este site, pois possuem órgãos específicos para dar entrada no seguro desemprego.

No Estado de São Paulo, por exemplo, quem realizar este serviço é a SERT (Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho) que atende dentro do Poupa Tempo. Assim como o MET, é possível fazer o agendamento online.

Em outras regiões, você ainda pode procurar pelas Delegacias Regionais de Trabalho (DRTs) e fazer o agendamento Seguro Desemprego ou procurar pelo Centro de Atendimento ao Trabalhador (CATs) para dar entrada no benefício.

Como você pode ver, são várias opções de postos de atendimento, isso facilita ainda mais o processo e te permite escolher uma data para apresentar a documentação necessária.

Novas regras para pedir Seguro Desemprego

Além da possibilidade de fazer o agendamento seguro desemprego online, é preciso ter o conhecimento de que você terá ou não direito ao benefício, pois o Governo Federal mudou as regras e agora é preciso ter um tempo correto de registro para fazer a solicitação.

Os prazos são:

  • Trabalhar pelo menos 12 meses com carteira assinada para pedir o benefício pela primeira vez;
  • Ter pelo menos nove meses consecutivos em carteira para solicitar o Seguro Desemprego pela segunda vez;
  • Ter seis meses de carteira assinada para pedir o benefício pela terceira ou mais vezes.

As mudanças foram criadas para dar um basta nas fraudes de benefícios, onde muitos trabalhadores seguravam um trabalho por seis meses, saiam e então pediam o seguro desemprego por seis meses. Além de mudar as regras, a quantidade de parcelas também diminuiu.

Documentos para dar entrada no Seguro Desemprego

O trabalhador que perdeu sem emprego, sem justa-causa, tem o prazo de sete a 120 dias para fazer o agendamento Seguro Desemprego. O prazo é de 7 a 90 dias para empregados domésticos. Vale a pena anotar esses prazos para você não perder o direito do benefício.

Antes de fazer o agendamento, separe todos os documentos necessários para dar entrada no benefício que são:

  • CPF
  • RG (ou outro documento de identificação)
  • Carteira de Trabalho
  • Documento comprovatórios do FGTS
  • Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho (TRCT)
  • Requerimento do Seguro Desemprego que é impresso no Portal Empregador Web, do Ministério do Trabalho

Com esses documentos em mãos você será atendido no posto escolhido e poderá começar a receber as parcelas do Seguro Desemprego.

A quantidade de parcelas são:

3 parcelas – trabalhar de 6 a 11 meses com registro em carteira

4 parcelas – de 12 a 23 meses de trabalho com registro em carteira

5 parcelas – de 24 meses ou mais com registro em carteira

Leave a Reply