Dicas para começar a organizar uma reserva para emergências financeiras

Atualmente, é fundamental montar uma reserva financeira. Pois, hoje em dia, nós podemos lidar com diversos acontecimentos inesperados, como, por exemplo, um problema de saúde ou o desemprego.

Existem inúmeros casos que a gente pode sofrer com a falta do dinheiro, e por conta disso, é essencial ter um reserva para alguma emergência financeira.

Tenha em mente que conquistar uma reserva de emergência não é o bicho de sete cabeças.

Não tenha desânimo se você ainda não conseguiu conquistar uma reserva, pois esse problema não é somente seu, milhares de pessoas também têm esse desejo e enfrentam diversos problemas para conseguir guardar o dinheiro.

E pensando sobre como lhe ajudar nesse assunto, elaboramos este artigo, contendo algumas dicas que podem ajudar você a conquistar o tão sonhado caixa emergencial.

Além dessas dicas, é essencial que você procure por um Curso de Excel Avançado com o objetivo de planejar melhor as suas finanças.

Então, continue com a gente, e anote sobre tudo que vamos lhe passar.

Vamos lá?

O que é uma reserva de emergência?

Como o próprio nome já diz, a reserva de emergência é um patrimônio financeiro particular que é criado para eventuais emergências e imprevistos na vida da pessoa.

Ele será investimento feito a longo prazo, com o objetivo de garantir segurança e estabilidade diante de diversas situações imprevistas, tais como:

  • Desemprego;
  • Diminuição da renda familiar;
  • Aumento de dívida;
  • Questões de saúde;
  • Morte do principal provedor da família.

Podemos definir que a reserva de emergência será um montante para assegurar que a vida da pessoa não sofra danos no quesito financeiro diante dos imprevistos.

Então, ela pode ser interpretada como uma quantia necessária para ajudar a superar um determinado período difícil.

É válido ressaltar que as reservas não funcionam como outras economias, como, por exemplo, aposentadoria ou investimentos.

A reversa é uma estratégia para assegurar o bem-estar financeiro em situações de crise.

Por que montar uma reserva de emergência?

Considerando a realidade econômica do país, é fácil compreender sobre como quase ninguém consegue juntar dinheiro de maneira inteligente. Muitas pessoas acabam comprometendo a renda com alguns objetos ou atividades para satisfação pessoal.

É muito comum que as pessoas recorram aos bancos para conseguir um dinheiro extra, caindo em diversas armadilhas financeiras, tais como:

  • Cartões de crédito;
  • Cheque especial;
  • Empréstimos;
  • Financiamentos.

Essas fontes de dinheiro extra podem causar diversas dívidas com altas taxas de juros. Elas tornam a quitação da dívida ainda mais difícil para a vida do brasileiro.

Gastar sem considerar as diversas eventualidades é muito frequente, por conta disso, criar uma reserva de emergência é ainda mais importante.

Como, por exemplo, hipoteticamente o seu pai precisa da sua ajuda financeira para realizar um tratamento importante de saúde que pode lhe custar a vida. Ter uma reserva de emergência faria total diferença.

Veja a seguir algumas dicas que podem lhe auxiliar nesse assunto:

1° Faça um planejamento todo mês

Todo aquele que tem mais dificuldade em controlar o seu orçamento será aquele que não se planeja.

Portanto, comece desde cedo a fazer anotações em um caderno ou usar uma planilha eletrônica para que você tenha uma visão clara do que recebe e do que gastar.

É fundamental fazer essas anotações todos os meses. Com isso, você irá se preparar melhor para o próximo mês.

2° Organize todas as suas contas

Quando você faz um planejamento mensal, ele lhe dará direitinho onde você está gastando mais. Com essa percepção, será possível tomar as devidas decisões com o objetivo de direcionar melhor o uso do seu dinheiro.

Como, por exemplo, se você tem o costume de sair bastante, você deverá limitar os momentos de lazer ou pensar em lugares mais baratos e, consequentemente, a economia nas contas é totalmente direcionada para poupar ou investir.

3° Veja tudo que cabe no seu orçamento

Para que você monte uma boa reserva financeira, você deverá poupar uma parcela do seu salário mensal. Como, por exemplo, se começar com apenas 100 reais, você terá 1.200 reais em 12 meses.

Ao passar dos meses você pode ir aumentando esse valor, à medida que as contas acumuladas são pagas e quitadas.

É fundamental começar com uma parcela mensal que caiba no seu orçamento. Sempre se lembre de que a prioridade é pagar as suas contas em dia, pois não vale poupar por um lado e pagar juros e multa pelo outro.

reserva para emergências financeiras
reserva para emergências financeiras

4° Estabeleça as suas futuras metas

Assim que você decidir com quanto você irá começar, é chegada a hora de se auto perguntar: qual será a meta para sua reserva financeira.

O ideal que se deve reservar é 6 vezes o valor do seu salário, garantindo assim um bom tempo para respirar e se recolocar dentro do mercado de trabalho.

Se você somente reservar 100 reais, você irá demorar muito para alcançar a sua pretendida meta. Portanto, sempre pense em um valor que será razoável e que vá aumentando mensalmente aos poucos, até alcançá-lo assim.

Se subir 50 reais por mês, por exemplo, no 6º mês já estará poupando 350 reais e terá 1.350 reais de reserva.

5. Estude sobre como investir o seu dinheiro

Você já sabe onde pretende guardar o seu dinheiro? Se você pensou na poupança, saiba que há melhores opções que são muito mais lucrativas.

Existem hoje, várias opções de investimento que podem render muito mais, independentemente do valor que será aplicado.

Se você deseja formar um patrimônio ou aumentar a sua renda para a aposentadoria, o ideal é investir em algo que seja seguro e com fácil acesso para poder sacar. Recomendamos que você invista em lugares seguros. 

Se você ainda não sabe investir, indicamos que você procure por um Curso Online da área de investimentos e um Curso de Excel, o curso que envolve sobre investimento você aprenderá a investir da melhor forma e o curso de Excel você saberá como planejar e colocar em prática as melhores formas de investimento.

Seguindo todas essas dicas, você conseguirá se organizar, podendo assim escolher um bom investimento para sua reserva financeira futura.

Depois de ler sobre as dicas para começar a organizar uma reserva para emergências financeiras, você ficou com alguma dúvida?

Se você gostou do que leu, comente aqui embaixo sobre essas dicas e mande os resultados logo a seguir. E se quiser compartilhe essas dicas com os seus amigos e amigas.

Grande abraço e até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *